São José do Jacuípe (BA) Brasil

São José do Jacuípe é um dos município pertencente ao Território de identidade Bacia do Jacuipe, município brasileiro do estado da Bahia. Sua população contada em 2010 é de 10.180 habitantes, segundo último censo demográfico.

Prefeito: ERISMAR ALMEIDA SOUZA (PV)
Aniversário: 13 de Junho.
Fundação: 13 de Junho de 1989.
Gentílico: jacuipense

Localização e Geografia:

São José do Jacuípe está situado no Território da Bacia do Jacuípe, e na Micro Região de Jacobina. Distante 289 Km de Salvador. Faz limite com Capim Grosso, Várzea da Roça, Capela do Alto Alegre e Quixabeira.
Rio
Rio Jacuípe

Potenciais Turísticos:
O Rio Jacuípe grande ponto turístico do município e a Barragem São José construída entre 1985 e 1986 no governo de João Durval são pontos turísticos da cidade.

Aspectos sócios-econômicos:

Principais atividades econômicas:

A economia do município está baseada agricultura (Plantio de feijão, Milho, Mandioca etc.); na pecuária (criação de caprinos, ovinos, bovinos etc.), além da existência de pequenas atividades industriais (fábrica de tijolo) e comerciais. O cultivo do sisal é também muito importante para a economia local.

Identidade cultural dos municípios:
Origem do nome:
O nome do município se deu devido á existência de uma fazenda denominada Fazenda São José.

Histórico:
São José do Jacuípe foi fundado em 1871 pelo Sr Honorato de Oliveira Barros o qual foi o primeiro proprietário de terras a construir uma casa e dar-lhe o nome “Faz enda São José”. Honorato tinha uma família numerosa que em volta da fazenda começaram a construir suas casas povoando e proporcionando assim o crescimento do lugar. Em 1894 com o falecimento do Sr. Honorato (considerado o pai de São José) o lugarejo precisava de um representante.

Por ser um dos seus moradores mais antigos o Sr Joviniano Vilas Boas conhecido como Capitão Senhorzinho ficou em seu lugar e muito contribuiu para o seu crescimento a partir da construção de uma igreja e um cruzeiro. A partir daí São José do Jacuípe, São José do Jaccomeçou a ter o seu próprio comércio, dando inicio a uma feira livre que acontecia debaixo de uma árvore (tamarindeiro). Em 1949 foi construído o Primeiro prédio escolar (Apiano Félix Vilaronga). Depois de muito sofrer com a seca de 1900 o povo de São José do Jacuípe vivenciaram em 1911 uma grande enchente, que pôs fim as tragédias que a seca estava causando.

Já em 1932 a seca retornava a região, porém não houve danos mais graves pela existência do “Brou” (uma farinha feita com o tronco do ouricurizeiro) que era o alimento da população.

Em 1952 São José do Jacuípe passou a ser Distrito policial tornando em 1955 a ser uma Vila. Em 1959 fatos importantes começaram a acontecer: a luz a motor que funcionou durante 20 anos foi substituída em 1979 pela energia Elétrica trazendo grande desenvolvimento para São José.

No dia 14 de março de 1989 em São José foi realizado o “Plebiscito” para decidir o futuro de São José do Jacuípe, que até então pertencia ao município de Capim Grosso. No dia 13 de junho do mesmo ano, o governador Nilo Coelho aprovou a lei que tornou São José do Jacuípe uma cidade, decidindo que nesse mesmo ano tivesse a 1ª eleição.

Os primeiros candidatos a disputarem a prefeitura de São José do Jacuípe foram: Adalberto Barberino Vilas Boas e Laurentino Romão da Silva. No dia 03 de outubro de 1989, realizou-se a primeira eleição que deu ao Sr. Adalberto Barberino Vilas Boas a posse de primeiro prefeito municipal de São José do Jacuípe.

Principais manifestações culturais:
As principais manifestações culturais do município são: A festa do padroeiro (São José) no dia 19 de março, Semana Santa, Aniversário da cidade, Festa de reis, São João e São Pedro (no distrito de Itatiaia), São Francisco de Assis (Padroeiro do Distrito de Itatiaia).

Patrimônio Cultural (Material e Imaterial):
Material
Cruzeiro de Stª Cruz do Monte, estátua de São José e Igreja Católica São José.

Imaterial
Artesanatos-trabalho feitos de barbante: tapetes, jogos de banheiros, jogos de cozinha, cortinas, toalhas de mesa, etc. Confecções de havaianas- havaianas customizadas com pedrarias e fitas. Trabalhos feitos com palha do licuri como chapéus e esteiras.

Culinária:

Destacam-se cuscuz, xarope e acarajé.
Fonte: Pensar Filmes e IBGE

Post: 13 | Visitas: 22

Design: Catu Informática | Ediomário Catureba

Rua Joel Campos, 125 - Alto de Guinho - Baixa Grande - BA

E-mail: ediomario@baixagrande.net - Tel: 74 99962 3779


utilizadores online