Riachão do Jacuípe - Censo 2010 aponta crescimento abaixo da estimativa

Postado em: 19/11/2010 | Por: Leandro Matos

A população de Riachão do Jacuípe cresceu menos de mil habitantes nos últimos 10 anos. É o que aponta os números do Censo Demográfico 2010 se comparado com o levantamento anterior, realizado no ano 2000.

Hoje, de acordo com o levantamento, a cidade possui 32.529 habitantes, apenas 896 a mais que a aferida nos anos 2000, com 31.633 moradores.

Em fase final de consolidação dos dados, o coordenador de subárea do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) da cidade, Ronald Bernardo Sampaio, assegura que todos os domicílios foram recenseados. “Estamos retornando as casas em que ninguém foi encontrado ou que não estava sendo utilizada como moradia no início da coleta”. O resulto final será divulgado em 29 de novembro deste ano.

Vale lembrar que o IBGE utiliza os dados obtidos nos últimos dois Censos para estimar a população de cada cidade nos anos subseqüentes. Foi com base nesse método que a população jacuipense chegou aos 27.231 habitantes em 2006, ao menos estatisticamente.

A pesquisa atual difere muito pouco da Contagem ocorrida em 2007, quando o Instituto recenseou municípios com até 170 mil habitantes e apontou uma população de 32.522. No entanto, a estimativa para a cidade em 2009 era de 33.666 habitantes. Riachão do Jacuípe conta hoje com 9.982 domicílios, 637 a mais do que em 2000.

Novas divisões territoriais

Uma das grandes dificuldades encontrada pelo IBGE em Riachão do Jacuípe foi o recenseamento de territórios anexados recentemente ao município. Na região de Lagoa da Caiçara, antigo território do município de Serra Preta, os moradores decidiram ‘boicotar’ a pesquisa. Segundo Ronald Sampaio, a população local não quis prestar informações. “Fomos diversas vezes e conversamos, mas eles permaneceram irredutíveis”.

No povoado de Italmar, conhecido como ‘Almas’, situação semelhante foi contornada com a ajuda do prefeito de Conceição do Coité, Renato Souza, que interveio a favor da pesquisa. A mesma atitude, segundo o IBGE, não aconteceu da parte do prefeito de Serra Preta, Adeil Figueiredo.

Do território da Lagoa da Caiçara, 133 domicílios que passaram a pertencer a Riachão do Jacuípe não foram recenseados, enquanto em Italmar 599 pessoas foram recenseadas nos 160 domicílios da região agora vinculada a Riachão do Jacuípe. Conceição do Coité ainda permaneceu com 30 domicílios.

Se por um lado a cidade ganhou população – ou deixou de ganhar por questões políticas –, alguns territórios também foram desmembrados do município nas recentes divisões. A região da Baixa Nova, hoje pertencente ao município de Pé de Serra, ‘retirou’ 441 habitantes da cidade. Outra pequena parte que pertencia ao distrito de Barreiros foi anexada a cidade de São Domingos, onde foram recenseadas 34 pessoas. A divisão dos territórios é de responsabilidade da Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI), órgão que não possui vínculo com o IBGE.

FPM

Os dados da população colhidos pelo IBGE são essenciais para a formulação de algumas políticas públicas e repasses de recursos federais. As cotas do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) são verificadas de acordo com as informações repassadas pelo IBGE ao TCU (Tribunal de Contas da União), que é quem calcula o valor da transferência.

O Fundo tem um peso significativo nas contas municipais. Em 2009, segundo o Portal da Transparência, Riachão do Jacuípe recebeu 9.885.058,86 de FPM, dos 23.653.756,40 totais repassados ao município.

www.riachao.com
Postagem nº: 854 | Visitas: 686


PUBLICIDADE



Portal Bacia do Jacuípe - Uma Iniciativa da Catú Informática

Ediomário Catureba - Whatsapp 74 99962-3779

ediomario@baixagrande.net - Baixa Grande - BA


utilizadores online