O que está procurando?

Post: 3 - | - Visitas: 111 - | - Data: 12/11/2017

Dados de Baixa Grande em 1996, trabalho acadêmico

Esta pesquisa tem por objetivo e finalidade os dados, topográficos, habitacional, econômico, cultural, social, folclórico, religioso, saúde e saneamento básico da nossa comunidade. A mesma foram pesquisa e escrita por: Gildava, Iraneide, Joselita Pessoa, Joselita Francelina, Lêda Maria e Leila.

 

Baixa Grande 07/04/1996

Histórico

BAIXA Grande e sua Comunidade

Baixa Grande surgiu ao redor de uma capela, ás margens de uma estrada num ponto que servia de pouso aos viajantes e suas tropas, nas terras da Fazenda Caís, propriedade de D. Ana Ribeiro Soares.

Tendo o costume de viajar anualmente para a Vila de Nossa Senhora das Dores de Monte Alegre, para pagar promessas passando pela estrada real de Camisão (Ipirá) a Monte Alegre e Mundo Novo num local onde fizera pouso, pediu a sei filho Manoel Ribeiro Soares, Coronel de Guarda Nacional, que construí-se ali naquela baixada grande, uma capela em louvor a Nossa Senhora da Conceição, para não ir tão longe pagar a sua promessa.

Surgindo assim a capela em mais ou menos nos anos 1860 a 1861.

A vila e município foram criados pela Resolução Provincial nº 2.502 em 17/07/1885.

E em 30/12/1953 pela Lei nº628, tornou-se cidade.

Está localizado no pielmonte da Região da Chapada Diamantina na mesorregião do centro Norte Baiano, microrregião de Itaberaba.

Limita-se com os município de Mundo Novo ao Norte Ipirá ao Sul, Pintadas ao Leste e Macajuba ao Oeste.Detém um área de 1.076,18 KM e com um população residente total de 21.620, sendo 6.063 habitante da zona urbana e 15.577 da zona rural.

Apresenta um clima quente, semi-árido e saudável; Temperatura média anual de 23,5ºc, precipitação média anual de 500-600 mm.

A altitude é de (m) 369 acima do mar, longitude 40º 1013 K, latitude 11º 57’40’S, período chuvoso de Novembro a janeiro. Com relação aos aspectos naturais, apresenta relevo em vertentes-esplanadas; maciços de Morro e outeiros, terrenos planos no Sul e Sudeste e ligeiramente elevados no Norte e Nordeste. Situa-se também no maciço do atlântico e suas serras fazem parte de Serra da Mantiqueira.

Solo podgólicos vermelho amarelo equivalente eutrópico; latossol vermelho amarelo distrófico, brunizem avermelhados, litólicos eutróficos, plariossol solódico eutrópicos.

Sua vegetação é matas e caatingas, tensão ecológica.

Geologia pré-cambriana indiferenciado, granitos, metatexitos; ocorrência de minerais como cristal de rocha e malacaxeta, quartzo, leitoso, moscovita, feldspato, calcedônio, talco, minerais, areia, pedra para construção.

Faz parte da bacia hidrografia do Rio Paraguaçu, tendo o Rio Jundiá como o principal na zona natural homogênio-planalto e áreas dissecadas do Paraguaçu, divisor de Senhor do Bom-fim, Média Paraguaçu.

 

 

Os meios de comunicação existentes na comunidade são:

 

Correios, telefone, fax telegrafo, jornais, rádio, televisão, carros de sons.

 

 

Transportes

 

Existem os diversos meios de trasnportes: ônibus viação ENTRAM e viação ÁGUIA BRANCA, caminhão de cargas, veículos de pequeno porte (carros de passeio) caminhonetes, combi, pau de arara, carroças, bicicletas, cavalos, motos, existem também localidade que ainda utilizam carro-de-boi.

 

Habitação

 

A habitação de forma geral é construída de alvenaria cimento, pedras, adôbos, taipa e palha.

 

 

Raça

 

Como em todas as cidades do Brasil a mistura de estrangeiros e os índios deram origem a nossa raça, isto também aconteceu em Baixa Grande; onde o índio dono da terra, negro trazidos da África, europeus, como franceses, holandeses e judeus se misturam dando origem a raça baixa-grandense. Onde o caboclo e o mulato é a figura predominante.

 

 

Educação

 

 

Atualmente o ensino de 1º e 2º graus vem sendo ministrado com escolas estaduais, 1 colégio estadual José Ribeiro Pamponet, 1 colégio da CNEC, 2escola particulares, 1 escola municipal, 1 creche, 4 colégio municipais da 1º a 8º serie, na zona rural e 63 escolas municipais de 1º a 4º serie.

Na rede municipal dados de 1995 foram matriculados da 1º a 8º serie do 1º grau 4.209 alunos.

Dados de 12/03/1996 na rede estadual foram matriculados 2.269 alunos da 1º série até o 3º ano de Magistério.

No colégio da CNEC 284alunos.

Escola Pedro de Camargo 108 alunos.

Escola Furtunato Manell 83.

Uma coordenação municipal.

Escola de datilografia.

Curso de computação.

Secretaria de Educação do Município atua com um quadro de 12 funcionário.

-Secretaria de Educação do Municipal;

-Setor pedagógico;

-Setor administrativo;

-Biblioteca;

-Agentes de apoio.

 

ARTE

 

Literatura: Poesia – Matuta – trava-língua.

Reinaldo Pereira Guimarães (com publicação, meditação);Jaime Borges da Silva, Dr. Outram Sampaio Borges, João a Silva Oliveira, Itamar Reis Muritiba e outros.

Canto- Gildásio Santos Melo, Wilson Grey Goveia Andrade, Bento Berílio Santana, Luis Carlos Sousa Santos e outros.

Música- Bento Belírio Santana, Afrânio S. Santana, Valdenor Miranda Matos e outros.

Teatro- João da Silva Oliveira, Itamar Reis Muritiba, Sandra dos Santos, Vera Lúcia Pamponet Cordeiro e outros.

Pintura- Osvaldo Matos Machado, Abel Matos, Ivan dos Santos, Josimeire, Valquíria e outros.

Escultura- Osvaldo Matos Machados, Dimarci Belo de Matos, Jorlando Matos Machados e outros.

Grupos Musicais- No passado existiu a Filarmônica regida pelo Maestro Deolino Pereira Araújo “Sr. Maroto”, conjunto BS-7, Musipop, Corrente Alternativa, os Diabinhos do Céu, Banda Imagem, Os traquinos, Bêlo e os Três Parentes, Grupo de Seresta Santana, Xoxó e sua gente, Signos Sintonia musical.

Artesanato e Técnicas- Bandeirolas, pinturas de casa, aberturas de letras.

Crochê, tricô, esteira, chapéu, bocapio de palha, panelas, potes, moringa, porcelanas de barro, cesto e jacá de cipó, cuia de cabeça.

Brincadeiras- Pau-de-sebo, pipa, garrafão, rodas, picula, esconde e esconde boca de forno, argolinha, quebra-pote.

Forma de Brincar- Riscou pegou, gude, salvar, ronda, cabana de índio, triscou abaixou.

 

 

Uso e costumes

 

 

 

Ritos de Passagem- Ao nascer a criança – xarope, galinha, foguete.

Ao batizar – cachaça, ferros, assados de galinha, carneiro e ovelhas.

Ao noivar – pedir a mão da noiva.

Ao casar – jogar arroz nos noivos, jogar o buque, escrever o nome na barra do vestido da noiva, forro, bebidas e comidas.

Ao morrer – no velório dá-se cafezinho, biscoito e cachaça.

*Pesquisa (sobre política);

*Mentiras;

*Linguagem;

*Apelido usa-se nome de animais. Ex: Bita, Zé Boi, Mosquito, Raposa, Pé-de-sapo, e outros.

Música – Tipo – reisado, sereia e chula.

Instrumentos Musicais – Pandeiro, cavaquinho, cuia, sanfona, prato de esmalte triângulo.

Festas Religiosas e Folclóricas – 08 d dezembro Nossa Senhora da Conceição, 16 de agosto São Roque, São João, São Pedro, Semana Santa, Páscoa, no mês de setembro rezas de Cosme- Damião com sambas e carurus.

Tradições antigas

– Batalhão de Moura, luta entre Mouras e cristões.

- Desfile cívico.

 

Indumentárias

 

Roupa Diária – Chinelo, vestido, saia, blusas, bermudas, shorts e camisetas.

Roupas de Trabalho – Chapéu ,caça, bota chinelo, luva, facão na cintura, roupas remendas e furadas.

Roupas de Festa – Calça, bermuda de linho, vestido social, blusa com saias ou bermudas, blusa de manga comprida e camisetas.

Roupa Domingueira – Calça jeans, Brin, bermuda, camiseta de malha, vestido de viscose.

 

 

Comidas e Bebidas

 

Doces – Muncuzar, doce de figo, goiaba, leite, cocada de massa, bolo de puba, de aipim, de fubá, de milho, bolacha de goma, pé-de-moleque, bolo de palha de banana, tobelo, cocada d licuri, pamonha, canjica, cuscuz de tapioca, cocada de leite, manauê, lelê, quebra-queixo.

Salgado – Peixe passarinho, fígado frito, requeijão, buchada, almoço de carneiro, sarapatel, pipoca, espetinho, caruru, cuscuz de milho.

Comida Tradicional – Carne de sol, farinha de mandioca, quebradinha e beiju.

Bebidas Alcoólicas - Folha podre, licô, xarope com folhas, batidas, quentão, fubuia.

 

Festas Típicas e Populares

 

Micareta, forró, São João, samba, reisado, quadrilha, gincana, vaquejada e argolinha.

 

 

Medicina Popular

 

Plantas Usadas para curar – Alecrim, melancia da praia, caatinga de porco, erva-cidreira, hortelã, eucalipto, casca de araçá, folha de pinha, barbatenã, aroeira, quebra-pedra, capim-santo, tinhonho, pejo, manjericão, criolinha, velaminho, arcansul e outros.

Banho de Folhas – Malva branca, transagem, de roda, algodão, pitanga, caju e outros.

 

Doenças e Danças Populares

 

 

Doença – Papeiras, catapora, sarapó, mal de sete dias, bexiga, tosse comprida, vento caído, espremedeira e outros.

Danças- Forró, lambada, seresta, regge, samba, dança da galinha e outros.

Jogos e Brincadeira de Rua – Jogo de futebol, vinte e um, ede, domino estanderê, burro e outros.

Brincadeira de Rua – Boca de forno, roda, barrili e um, garrafão, castanha.

Jogo de Cavalo – Corrida de cavalo, argolinha e soltos.

Jogo de Salão – Samba d roda, quadrilha, piega, baile, forró, bate cocha, rara rala e outros.

Festa na Época de Plantação – Batuque, chula, roda, bata de feijão e milho.

 

 

Religião, Superstição e Crendices

 

A religião predominante é Católica, seguida da Assembléia de Deus, Batista, Congregação Cristã, Deus é Amor e o Espiritismo, Testemunha de Jeová.

A igreja Católica tendo a Matriz na praça J.J Seabra, e 18 Igreja em Viração, Mandacaru, Italegre, Tabuleiro, Lagoa do Cipó, Nova Sorte Lagoa Queimada, Maçaranduba, Posto Brasil, Prodecor, Lagedinho II Boa Vinda,Mulungu, Casa d Vicente, Consolo, Lagoa Dantas, km 4 e Santana.

Assembléia de Deus, uma Igreja na sede e 7 pontos de congregações.

A Igreja Batista, com um igreja na sede, 2 nos distritos e 1 ponto de congregação.

A religião que predomina é a Católica.

Festa das Igrejas – Precisões, missas, leilão, natal, páscoa, padroeira, cultos, congressos, conferencias e palestras.

Superstições e Crendices

- Sexta-feira 13 não passar em baixo de escada;

-Não gritar quando estiver fazendo canjica;

-Quando estiver menstruada não pode plantar ou colher;

-Não comer com o chapéu na cabeça;

- Não usar roupas pelo avesso;

- Não deixar sapato emborcado;

- Não assobiar á noite;

- Não deixar gavetas abertas e outras.

 

 

Prefeitura

 

Constitui de 6 secretarias:

- Saúde;

- Assistência Social;

-Obras e Urbanismo;

-Administração Geral;

-Educação;

-Agricultura.

Setores – Portaria, tesouraria, contadoria, administração geral, convênio e projetos, tributos, alistamento militar, recepção, central telefônica, recursos humanos, secretária, gabinete do prefeito e salão d convenções.

Existem 369 funcionários concursados, distribuídos nas diversas secretarias.

 

 

Associações

 

De classe, bairros e distritos.

- ASSEB – Associação dos Estudantes de Baixa Grande, sede na Av. 2 de Julho;

- Sindicato Rural Patronal, sede na Av. 2 de Julho;

-Sindicato dos Trabalhadores Rurais, na Cosme de Farias;

-SBBG – Sociedade Beneficente de Baixa Grande, praça J.J Seabra;

- ABAV – Associação Baixa-grandense de Assistência aos velhos, Rua Arlindo Leone;

- Cooperativa Mista e Agropecuária (COOMAI) NA Av. 2 de Julho;

- Câmara dos Lojistas de Baixa Grande, rua David Saback;

- Sociedade Beneficente do Mandacaru;

- 31 Associações rurais vide anexos.

 

 

Justiça

No dia 10 d outubro de 1991, foi instalado a Comarca de Baixa Grande, ficando sob a jurisdição da Juíza Drº Leonildes Bispo dos Santos.

Atualmente conta com um quadro de funcionários de:

- 1 Juiz;

- 1 Promotor;

-2 Escrivães;

-3 escreventes;

- 1 administradora;

-1 Oficial de Registro de Imóvel;

- 2 Oficiais de Justiça;

-1 Tabelião;

- 1 funcionário da Justiça Eleitoral.

Funciona na Praça J.J Seabra.

A segura do Município é prestada por um delegado de polícia, um comandante de destacamento da policia Militar e 3 saldados, um carceiro, e comissário de menores.

 

 

Esporte e Recreação

 

-Sociedade recreativa 5 de Março, Liga Desportiva Baixa-grandense (filiada a Federação Baiana de Futebol), com 5 clubes a ela filiados:Sete Futebol Clube, Baixa Grande Junior F,C, Centro Esportiva Cristal, Estrela Vermelha FC, Coríntias AC, 1 estádio em construção e 1 módulo esportivo estadio.

 

 

Hospital e Centro Médico de Saúde

 

Funciona com 40 leitos, atendimento ambulatório de segunda a sábado: Pronto socorro 24 horas diário, existe implantado diversos programas de saúde como: Planejamento Familiar Pré-natal, Preventivo, Puericultura, atenção ao controle de diabéticos e hipertenso, diarréia e sistema de vacinação.

A dependência compreende: uma centro cirúrgico, sala de pequena cirurgia, ante sala de parto, sala de esterilização, centro de atendimento, enfermaria, pré e pós parto, enfermaria femininas e 2 masculinas, postaria, secretaria, proto socorro, ficharia, 2 consultório médico, sala de Planejamento Familiar Pré-natal, Preventivo, Puericultura,diretor, laboratório, almoxarifado, repouso médico, copa e cozinha, lavanderia, 8 banheiros, capela, garagem e depósito.

 

Quadro Funcional do H.M.B. G

- 2 Ag. de Saúde prestação de serviço;

-15 Ag. de Saúde Hospitalar (enfermeiro);

- 2 Ag. de Esterilização;

-3 Ag. Administrativo hospitalar;

-2 Ag. de Saúde Hospitalar. Para outras áreas;

-2 Ass. Administrativo Hospitalar;

-7 Ag. de Limpeza Hospitalar;

-4 Ag. de lavanderia Hospitalar;

-4 Ag. de Copa Hospitalar;

-2 Ag de cozinha Hospitalar;

-2 Ag almoxarifado;

- 1 Aux. de Ad. Hospitalar;

-1 Aux. de Enfermagem;

- 4 Ag. de Portaria Hospitalar;

-1 Diretor Administrativo;

- 1 Diretor Geral;

- 1 Bioquímico;

- 1 Técnico de Laboratório;

- 1 Ag. de Laboratório;

- 2 Médicos residentes;

- 2 Médicos plantonista;

- 1 Médico estagiário;

- 2 officie Boy e Girl;

- 1 Ag. de serviços Gerais;

- 1 Enfermeira Chefe;

-1 Enfermeira para o curso de Enfermagem;

Total – 65

1 Centro de Saúde na Sede –

7 Posto de Saúde no distritos – Tabuleiro, Italegre, Mandacaru, Nova Sorte,Lagoa do Cipó, Nova Santana.

 

 

Forma de Viver, Adoecer, Tratar, de que Adoece, de que Morre como são tratadas as pessoas da comunidade.

 

As pessoas da comunidade vivem de: Prestação de serviços, diaristas, na agricultura e comércio, funcionalismo público, municipal e estadual.

 

A maneira de se Organizar

 

Mutirões, digitórios, grupos organizados, voluntário como: Pastoral da criança, do idoso e do adolescente; associação SBBG, Centro espírita, grupo da Assembléia de Deus e outros.

 

Forma de Adoecer

 

 

Devido à falta de saneamento básico, a higienização inadequada, água contaminada, porque só a sede dispõe de água tratada que não é devidamente clorada, e lixo depositado a céu aberto.

No meio rural as pessoas tratam-se com chá de ervas medicinais, benzedor, curandeiros. Os agentes comunitários prestam-lhe os primeiro socorros enviando-os para o hospital.

Zoa Urbana – Através do hospitala, farmacêuticos e por conta própria.

-As doenças que mais acontecem na comunidade;

-Alimentação inadequada, verminose, desnutrição, doenças cardiovasculares, infecção respiratória, renal, escabiose, diarréia e viroses;

-As crianças morrem: de Desnutrição, infecção respiratória;

- Adultos: Doenças cardio- vasculares, respiratório, renais e câncer e outras;

-Só 60% da população procuram o médico para se tratarem, 40% procuram curandeiros, práticos em farmácia e se tratam por conta própria.

O mesmo acontecendo como os gestantes, mesmo as acompanhadas na unidade que fazem o pré-natal só aproximadamente 60% procura o hospital. Na média de 40 a 45 mulheres procuram por mês vêem ao hospital ganhar nenê.

 

 

De que Morrem e Adoecem as Pessoas da Comunidade

 

- Por falta de saneamento básico;

- Por não usar medidas preventivas como;

-Exames laboratoriais;

-ultra-sonografias;

-Eletro cardiogramas;

-E outros.

 

Água Lixo e Esgoto

 

Lixo – O lixo em nossa comunidade é depositado em céu aberto, sem a mínima proteção e sem tomar medidas como: aterro e incineração. A coleta é feita através de caminhão e caçamba descoberto derramando os mesmo pelas ruas, pois não são adequados para o uso.

Esgoto – O sistema que existe é insuficiente, pois nem todas as ruas existem de maneira correta, ruas em que os dejetos correm a céu aberto, outras ruas os mesmos são descobertos; existem ruas onde as fosses por não terem esgotos são jogados diretamente nas ruas, somente as ruas principais existem rede de esgoto.

Água – O sistema de abastecimento de água em nossa cidade é feito pela EMBASA, está, porém vem do Rio Paraguaçu, sendo que a estação de tratamento fica em Itaberaba, chegando até nós com pouco ou muitas vezes sem coloração nenhuma.

Na zona Rural – A água é usada sem tratamento ou proteção nenhuma, proveniente de presas, tanques e açudes.

 

Culturas Permanentes e Temporárias

 

Permanentes: Sinal ou agave, banana, laranja, coco-da-Bahia.

Temporária: Mandioca, feijão, mamona, milho e fumo.

 

Produção Animal

 

Bovinos, eqüinos, suínos, galinhas e ovinos.

 

Como São Criados os Animais?

 

Criação de animais – gado bovino vive, em pastagens, ou alimentam-se com rações, assim produza carnes, leite para alimento e o couro para indústria; Aves são cridas em puleiros, onde bota ovos, alimentam-se de milho, rações, restos de alimentos.

 

Gêneros Industriais

 

- Mobiliário;

- Construção;

-Lacticínio.

 

Saneamento Básico

 

- Rede de Esgoto;

- Água encanada.

 

Energia

 

Hidráulica – fornecida pela COEBA.

 

Estabelecimentos

 

- Bancário: Banco de Brasil;

-Empresas Comerciais 122;

-Casas residenciais e outros;

-Na área urbana dando pelos de 1995 o total de 1784;

- Números de ruas 58;

-Números d praças 07;

- Números de bairros 05;

- Lotes de terras 720;

- Nomes de ruas, praças e bairros vide anexos.

 

Números de Propriedades Perímetro Urbano e Rural, Rodovia

 

- Urbanas 1.784;

-Rurais 4.539;

- Perímetro Urbano 3.57 km²;

- Perímetro rural 1.072.43 km²;

Distancias – Baixa Grande

-Salvador 255.00 km;

-Jacobina 140.00 km;

- Feira de Santana 155.00 km;

- Ipirá 55.00 km;

-Mundo Novo 42.00 km;

-Mairi 31.00 km;

-Rui Barbosa 65.00 km;

 

Situação Política e Administrativa

 

Em virtude de não ser encontrado nos livros da prefeitura este relato, foi pronunciado pelos Srs. Dídimo Ribeiro Soares e Flandú Alves Campos, ex-secretário e ex-tabelião da prefeitura (ambos falecidos). Que Baixa Grande já pertenceu aos municípios de Ipira, Macajuba e Mairí.

Sua emancipação política foi notificada no histórico, sendo o primeiro prefeito:

- 1º Vitor Carneiro da Silva............ 1912 a 1916;

- 2º José Presídio de Figueiredo........... 1916 a 1918;

- 3º Dr. Cezar Ribeiro Soares............. 1918 a 1920;

- 4º Manuel Domingo de Amorim............ 1920 1924;

- 5º Camerino Ribeiro Saback................. 1924 a 1928;

- 6º Rosalvo Queiroz Miranda................ 1928 a 1930;

-7º Bianor Pamponet Suzart.................. 1937 a 1940;

-8º Isalino de Queiroz Matos................. 1940 a 1942;

-9º Antenor Pamponet Boaventura...... 1942 a 1944;

- 10º Manuel Oliveira Souza................ 1944 a 1946;

- 11º Bianor Pamponet Suzart............. 1946 a 1950;

- 12º Durval da Silva Miranda............. 1950 a 1954;

-13º Bianor Pamponet Suzart............. 1954 a 1958;

- 14º Milton Pamponet Ribeiro........... 1958 a 1962;

- 15º Raimundo Miranda Boaventura..... 1962 a 1966;

-16º Milton Pamponet Ribeiro........... 1966 a 1970;

- 17º Durval da Silva Miranda............. 1970 a 1972;

- 18º Milton Pamponet Ribeiro........... 1972 a 1976;

- 19º Evandro Miranda Boaventura...... 1976 a 1982;

-20º Heraldo Alves Miranda................ 1982 a 1988;

-21º Ubiramir Kunki Pereira............... 1988 a 1992;

- 22º Heraldo Alves Miranda............... 1992 a 1996.

O município conta com 12.600 eleitores inscritos, dados de 1995.

Faz parte da Câmara 11 vereadores sendo o presidente da mesma o Sr. Valter Alves Miranda.

 

Divisão Política

 

O município de Baixa Grande divide-se em:

Distritos:

1º Italegre;

2º Mandacaru;

3º Tabuleiro;

4º Lagoa do Mamão.

Povoados:

1º Lagoa o Cipó;

2º Brejo;

3º KM 4;

4º Viração;

Vilas:

1º Prodecor;

2º Vira Fagundes.

Os tipos característicos regional são:

-Vaqueiro;

-Lavrador.

Rodovias:

BA – 052 (estrada do feijão) BR 407 – Rodovia tronco (que liga Capim Grosso á BR 242) – Estradas Municipais e Inter-municipais.

 

Conclusão

 

Neste relato vimos que apesar dos baixa-grandenses serem ricos na tradição, arte, religião, é necessário ainda se conscientizar de que a importância essencialmente para o nosso bem estar geral, esta: na saúde e saneamento básico.

Esta pesquisa nos dá uma visão de como funciona estes serviços em nossa comunidade.

 

 

 

 

ANEXOS

 

 

Prefeitura Municipal de Baixa Grande – Bahia Secretária Municipal de Assistência Social.

 

Relação das associações comunitárias

 

01.          Associação Comunitária de Pau Ferro.

Presidente – José dos Reis Ribeiro

02. Associação Comunitária de Maçaranduba.

Presidente Geraldo de Santana Pires.

03. Associação Comunitária dos pequenos Produtos Rurais da Comunidade do Mulungu. Presidente – Neilson de Jesus Ribeiro.

04. Sociedade Beneficente de Mandacaru.

Presidente Arnaldo da Silva Soares.

05. Associação Comunitária do povoado de Lagoa do Mamão.

Presidente – Antonio Suzart Santana.

06. Associação Comunitária dos Moradores de Lagoa Dantas, Pagão e Sossego. Presidente – Laurindo Macedo de Almeida.

07. Associação Filantrópica Ponto de Baixa Grande.

Presidente. Edinal Gomes de Oliveira.

08. Associação Comunitária de Barro vermelho.

Presidente – João de Batista de Santana.

09. Associação Comunitária de Lagoa do Mandu.

Presidente – José dos Santos Santana.

10. Sociedade Comunitária do Povoado do Tabuleiro.

Presidente – Gilvaldo Arcanjo da Silva.

11. Associação Comunitária da Queimada Nova.

Presidente – Juraci Silva de Assis.

12. Associação dos Pequenos Agricultores do Mandacaru.

Presidente – José Wilson Moreira da Silva.

13. Associação Comunitária Doce Liberdade – ACDL.

Presidente – João Gualberto de Araújo Neto.

14. Associação Comunitária dos produtores do Junco, Santana e Recurso. Presidente – Francisco Avelar Suzart.

15. Associação Comunitária da Regia da Balisa.

Presidente – Dionizio Bispo de Araújo.

16. Associação dos Agricultores da Fazenda Comunitária Santa Isabel.

Presidente – Roque Oliveira Sena Nepomuceno.

17. Associação Comunitária do KM 04.

Presidente – José Teodoro Sampaio.

18. Associação Comunitária do Tanque Velho.

19. Associação Beneficente e Esportiva Caldeirão Encantado.

Presidente – Jorge Carlos Silva Pamponet.

20. Associação Comunitária de Vista Alegre.

Presidente – Jairo Souza Rios.

21. Associação Comunitária do Paulista.

Presidente – João Batista Ferreira da Silva.

22. Associação Comunitária de Italegre.

Presidente – João Batista Santos Dantas.

23. Associação Comunitária do Posto do Brasil.

Presidente – Antoniel Dias de Oliveira.

24. Associação Comunitária da Lagoa de Cipó.

Presidente - Adernoel Basto da Silva.

25. Associação Comunitária Lagoa do Terreiro.

Presidente – Raimundo Santos Silva.

26. Associação Comunitária dos Produtores Rurais do Jabuti.

Presidente Emanoel Oliveira Souza.

27. Associação Comunitária do Ouricuri.

Presidente – Givaldo Oliveira Machado.

28. Associação dos Pequenos Produtores Rurais da Comunidade da Aldeia.

Presidente – Eloisio da Silva Estrelas.

29. Associação Comunitária dos Produtores Rurais do Consolo.

Presidente – Maridalva Ribeiro Alves Miranda.

30. Associação Comunitária da Viração.

31. Sociedade Beneficente do Povoado Posto Brasil.

Presidente – Francisco Augusto de Oliveira.

 

 

 

Escolas Rurais

 

Amadeu Gonçalves do Nascimento, localizada na Fazenda Recurso;

Antonio Sabak Fernandes, localizada na Fazenda Lagoa Nova;

Antonio Xavier de Oliveira, localizada na Fazenda Pagão;

Bom Jesus da Lapa, localizada no Povoado Novo Sitio;

Castro Alves, localizada na Fazenda Morro Grande;

Celestino Carneiro, localizada na Fazenda Vista Alegre;

Celestino Rios, localizada na Fazenda Brejo;

Cesar Cotias, localizada na Fazenda Lagoa Queimada;

Cleriston Andrade, localizada na Fazenda Salgado.

Deoclésio José Vicente, localizada na Fazenda Morro Pelado;

Deolino de Amorim, localizada na Fazenda Travessão;

Lídia Peixoto de Santana, sede;

2 de Julho, localizada no Povoado de Lagoa de cipó;

Dídimo Ribeiro Soares, localizada na Fazenda Sossego;

D.Pedro I, localizada na Fazenda Gentil;

Durval da Silva Miranda, localizada no KM 04;

Getulio Vargas, localizada na Fazenda Boa Esperança;

Ipiranga, localizada na Fazenda Barracão;

Joana de Angelis, localizada na Fazenda Canapuã;

Joana Darque, localizada na Fazenda Lajedo Grande;

João de Deus Souza Santos, localizada na Fazenda Esperança;

João Pamponet, localizada na Fazenda Boa Vista;

João Paulo II, localizada na Fazenda Consolo;

Joel Presídio Figueiredo, localizada na Fazenda Lagoa da Externa;

José Bonifacio, localizado na Fazenda Lagoa do Mandú;

José Muritiba, localizado na Fazenda de Viração;

José Presídio Figueiredo, localizada no Povoado do Tabuleiro;

José Sabino de Oliveira, localizada na Fazenda Amparo;

Laurindo Ribeiro, localizada na Fazenda Regalo;

Luiz Viana Filho, localizada na fazenda Campeão;

Maria Quitéria, localizada na Fazenda Palmeira;

Manoel Domingo de Amorim, localizada no Povoado de Mandacaru;

Manoel Ribeiro Soares, localizada na Fazenda Caldeirão Encantado;

Milton Pamponet Ribeiro, localizada na Fazenda São Francisco;

Min Nei Braga, localizada na Fazenda Barro Vermelho;

Monteiro Lobato, localizada na Fazenda Santana;

Nsra da Paz, localizada na Fazenda Faceira;

Petrolina, localizada na Fazenda Petrolina;

Pirajá, localizada na Fazenda Pirajá;

Raimundo Miranda, localizada na Fazenda Fortaleza;

Rosalvo Miranda, localizada na Fazenda;

Rui Barbosa, localizada na Fazenda Barraca;

Santa Bárbara, localizada na Fazenda Barrão Novo;

Santa Cecília, localizada na Fazenda Capim Branco;

Santa Rita, localizada na Fazenda Umbuzeiro;

Santa Terezinha, localizada na Fazenda Coqueiro;

Santo Antonio, localizada na Fazenda Lagoa Nova;

São Francisco de Assis, localizada na fazenda Santa Rosa;

São Francisco de Paula, localizada na Fazenda Capim Branco de Burro;

São José, localizada na Fazenda Baliza;

7 de Setembro, localizada na Fazenda Encantada.

Soledade, localizada na Fazenda Soledade;

Tiradentes, localizada na Fazenda Lagedinho II;

Trasíglo Dutra, localizada na Fazenda Ouricurí;

31 de Março, localizada na Fazenda Mulungu;

Vitor Carneiro, localizada na Fazenda Ipueira;

Vitória, localizada na Fazenda Vitória.

 

Tipos Característicos Regional.

 

 

O homem do campo: Vaqueiros, trabalhadores rurais.

 

 

Vegetação Existente na Região.

 

Caatinga e Matas.

 

 

 

Mapas e Rua, Praças e Bairro.

58: Ruas;

7: Praças;

5: Bairros.

 

 

 

Bibliografia Consultada

 

- Baseado na apostila de Estudos Sociais do Projeto Transe-BA,

UEFS – Universidade Estadual de Feira de Santana e Apostila Secretaria de Assistência Social, Coordenador Municipal.

- Bahia – Secretária de Planejamento e Tecnologia. Catálogo de Informações sócio-econômicas dos municípios. Salvador, 1984, p. 42.

- Carvalho, B.C. L. de um modelo de organização da pesquisa agrícola para pequena produção. Salvador sd. (Mimeografada).

Empresa de Pesquisa Agropecuária da Bahia. Produção Agropecuária Baiana- breves informações sobre: Características regionais; fatores limitantes; sugestões para o aumento da produção.

Documento Salvador sd (Mimeografado).

-Pinto, G.C. P. manejo e colégio da caatinga. IN: Simpósio sobre caatinga e sua exploração racional, Feira de Santana. Anais Salvador, CENPES, 1986. 2(7): 411-426.

-WEITZ, R. desenvolvimento rural integrado fortaleza, Ministério do Interior,1979. 107 p.

Design: Catu Informática | Ediomário Catureba

Rua Joel Campos, 125 - Alto de Guinho - Baixa Grande - BA

E-mail: ediomario@baixagrande.net - Tel: 74 99962 3779


utilizadores online